Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Beneficios.pt

Blog sobre bons hábitos alimentares e benefícios dos alimentos. Aprenda a cuidar da sua saúde.

Beneficios.pt

Blog sobre bons hábitos alimentares e benefícios dos alimentos. Aprenda a cuidar da sua saúde.

Seg | 04.09.17

Benefícios da Pimenta Preta

Ricardo

pimenta preta.jpg

 

A Pimenta do reino, ou Piper nigrum,  é  um dos temperos mais comuns  da culinária no mundo. A pimenta, do solo em grãos de pimenta inteiros, é encontrada em cozinhas tão diversas como na Ásia, no Oriente Médio e na Europa. A pimenta preta tem uma história secular de uso e de cultivo em todos os continentes do mundo.

 

Os milhões de pessoas que consomem pimenta preta na sua alimentação todos os dias,   não sabem que a pimenta preta é também um  importante tempero medicinal que pode ser usado para tratar uma ampla variedade de sintomas físicos e doenças. A pimenta preta é um antibiótico natural e uma grande fonte alimentar de fibras, potássio, ferro e vitaminas C e K. Ela tem uma história de uso na medicina herbal para doenças do estômago, anemia, impotência e doenças do coração, e também tem sido historicamente utilizada para conservar os alimentos.

 

Os dez melhores benefícios de saúde de pimenta preta:

 

A Pimenta preta facilita a digestão  digestão – As suas propriedades antibióticas naturais fazem dela um remédio eficaz para as doenças intestinais causadas por bactérias. A pimenta causa um aumento na secreção de ácido clorídrico no estômago, melhorando a digestão total do gás, reduzindo, diarreia, obstipação e cólicas.

 

A pimenta preta ajuda a aliviar a tosse e as constipações e tem propriedades antibacterianas A pimenta também é um remédio eficaz para os problemas respiratórios, incluindo constipações, tosse e gripe. Ela também alivia o congestionamento do aparelho respiratório. A pimenta preta ajuda a combater o câncer – A pesquisa revelou que a pimenta exerce uma atividade de captura de radicais livres e, portanto, pode ajudar na prevenção de alguns tipos de câncer e retardar o crescimento das células cancerosas.

 

A pimenta preta pode ajudar na perda de peso – A camada exterior do grão de pimenta contém substâncias que aumentam o metabolismo da gordura. Adicionando pimenta a alimentos ela  pode  ajudar no tratamento da obesidade.

 

A pimenta preta ajuda ainda a tratar doenças de pele – pesquisa conduzida na Grã-Bretanha indicou que o ingrediente químico ativo na pimenta, a piperina, é uma substância eficaz para tratar  o vitiligo, uma doença de pele que provoca áreas da pele a perder a sua pigmento. A pimenta também é capaz de diminuir a suscetibilidade ao câncer de pele causados ??pela radiação ultravioleta em excesso.

 

Pimenta preta melhora a biodisponibilidade – Comer pimenta preta promove a absorção de nutrientes para todos os tecidos do corpo, a melhoria da saúde global.

 

Pimenta preta melhora a saúde dental – Pimenta ajuda a cárie dentária luta e proporciona alívio da dor de dente.

 

A pimenta preta é um antidepressivo natural – pimenta preta foi o investigada por suas propriedades antidepressivas. Os estudos em animais mostraram que o tratamento com pimenta melhora a função cognitiva e estimula o sistema nervoso central.

 

A pimenta preta é um poderoso antioxidante – A pimenta tem um conteúdo rico e natural de fenóis, produtos químicos orgânicos que têm fortes propriedades antioxidantes.

 

A pimenta preta reduz a inflamação – A pesquisa em animais mostrou que o ingrediente ativo da pimenta, a piperina, tem naturais efeitos anti-inflamatórios.

 

Usando pimenta preta para melhorar a saúde global

 

Porque é um género alimentício, pimenta preta pode ser consumida com segurança em quantidades moderadas. Adicionando pimenta, juntamente com outros potentes especiarias medicinais como açafrão, cominho, feno-grego, canela e gengibre é uma ótima maneira natural para melhorar a saúde geral do corpo.

 

Fonte do artigo

loading...
Seg | 04.09.17

Benefícios do Sal Rosa dos Himalaias

Ricardo

sal rosa.png

Será que o facto de utilizarmos sal dos himalaias é realmente mais saudável em relação a utilizarmos outro tipo de sal? Vamos perceber o que é o sal dos himalaias e o que o torna mais vantajoso em termos nutricionais na nossa dieta.

 

O sal é essencial à vida desde que usado na dose certa. Segundo a Organização Mundial de Saúde, a recomendação diária de sal para um adulto é de até seis gramas, o equivalente a uma colher de chá. Tudo o que ultrapassa esta quantidade torna o seu consumo excessivo, o que não é benéfico, podendo mesmo levar a retenção hídrica, inchaço e alteração na tensão arterial.

 

No entanto, tem que existir um equilíbrio, já que reduzir drasticamente o seu consumo pode ter mais efeitos negativos do que o abuso de sal. Níveis de sódio consistentemente baixos podem contribuir para a resistência à insulina e aumentar o nível de triglicerídeos, com um aumento no risco de doença cardíaca, doença hepática e diabetes tipo 2. Como se pode verificar, é tudo uma questão de equilíbrio.

 

Em relação aos vários tipos de sal, temos o sal marinho, que se está a tornar cada vez mais processado, a par dos elevados níveis de poluição. O sal de mesa comercial ou refinado é sujeito a uma retirada da maioria dos seus minerais, com a exceção do cloreto de sódio, ou seja, o sal refinado contém entre 96% a 97% de cloreto de sódio.

 

Para além disso, é branqueado, limpo com produtos químicos e aquecido a temperaturas extremamente altas. Neste processamento, o sal é seco a mais de 650 graus centígrados, e este calor excessivo altera a sua estrutura natural. Este tipo de sal torna-se muito mais difícil de ser absorvido pelo nosso organismo, o que leva a uma acumulação e depósito dentro dos órgãos, podendo causar problemas de saúde graves.

 

O sal dos Himalaias é um sal gourmet, com um sabor diferenciado, e a sua bela cor rosa vem do seu teor único de minerais. Devido às condições originais em que o sal rosa é mantido, diz-se ser o mais puro sal disponível nos dias de hoje.

 

Estes cristais de sal que vêm diretamente das montanhas dos Himalaias são considerados por muitos o mais puro sal que pode ser encontrado em todo o mundo, e considera-se que a razão para tal é a proteção fornecida pela neve e pelo gelo durante anos, afastando a poluição que se tem vindo a desenvolver no planeta. Uma das suas características é ser considerado puro e imaculado, totalmente livre de toxinas e outros poluentes, sem nenhum processamento.

 

sal gourmet

 

Ao utilizarmos este sal, recebemos menos sódio por porção comparativamente com o sal de mesa regular, porque é menos refinado e as peças são maiores. A estrutura dos cristais do sal rosa é maior e tem mais volume, e assim este sal tem menos sódio por porção do que os altamente refinados grãos de sal comum. Aproximadamente, o sal rosa contém 85% de cloreto de sódio, sendo os restantes 15% compostos por outros minerais. O sal refinado contém 97,5% de cloreto de sódio e 2,5% de produtos químicos, tais como absorventes e agentes aclaradores.

 

O sal rosa contém 84 minerais, incluindo sódio, cálcio, potássio, enxofre, fósforo, ferro, magnésio, iodo, cromo, cobre, magnésio, selénio, zinco, carbono – estes minerais trabalham coesos, em perfeita sinergia, para trazer benefícios para o corpo. Devido a esta variedade de minerais, é considerado mais saudável do que o sal de mesa regular, composto somente por cloro e sódio, com adição de iodo e substâncias químicas.

 

De entre os seus benefícios, realçamos os seguintes:

 

– Ajuda a alcançar padrões de sono saudável;

– Previne cãibras musculares;

– Aumenta a libido;

– Promove o equilíbrio do pH;

– Evita a retenção de líquidos;

– Melhora a circulação;

– Reduz os sinais de envelhecimento;

– Reduz a tensão arterial;

– Promove a eliminação de toxinas;

– Promove a saúde vascular.

 

Como podemos constatar, não é necessariamente o sal que não é saudável para nós, mas o seu processo de refinamento. Logo, já que o sal é essencial, o melhor é consumir um que seja rico em todos os minerais, que cause menos retenção hídrica e que tenha vários outros benefícios. Em vez do sal refinado, é preferível escolhermos o sal rosa – um sal com todos os nutrientes presentes no oceano –, já que investir num sal de qualidade adiciona valor à nossa saúde.

 

Fonte do artigo

loading...
Seg | 04.09.17

Benefícios das Nozes

Ricardo

nozes.png

 

As nozes apresentam benefícios singulares para a saúde. Leia o nosso artigo e descubra porque deve incluí-las na sua alimentação.

 

A nogueira é uma árvore bastante cultivada em Portugal, cujas sementes são as conhecidas nozes. De facto, as nozes são, na realidade, as sementes da nogueira e não o seu fruto.

Os seus princípios ativos e benefícios para a saúde são, hoje em dia, amplamente reconhecidos. Dentro destes, salientam-se a juglona, que possui ação antissética e antifúngica, e os polifenóis, como o ácido elágico, com ação antioxidante, anti-inflamatória e diurética.

 

COMPOSIÇÃO NUTRICIONAL DAS NOZES

As nozes são um dos frutos secos oleaginosos mais nutritivos pois, além de proteínas, hidratos de carbono e lípidos insaturados benéficos para a saúde, contém também minerais como zinco, cobre, potássio, magnésio, fósforo, enxofre, ferro, cálcio e vitaminas B1,B2, B5 e carotenos.

Além destes nutrientes, as nozes são ricas em taninos, com ação adstringente e reparadora dos tecidos e contêm também melatonina, uma substância reguladora do sono.

 

Apesar de ser um alimento muito nutritivo é sempre importante salientar que a noz apresenta um valor energético bastante elevado (607 Kcal / 100g), essencialmente devido ao elevado teor de gordura que possui, razão pela qual não deve ser consumida indiscriminadamente.

No entanto, e como qualquer outro alimento, se consumidas com moderação e como parte de uma alimentação variada e equilibrada, as vantagens para a sua saúde são muitas.

DOSE DIÁRIA RECOMENDADA

Apesar de não existir uma dose máxima de nozes por dia, recomenda-se uma ingestão que ronde as 20 g por dia, o que corresponde a cerca de 4 unidades.

Isto porque o elevado teor de gordura que possuem pode contribuir para o aumento de peso corporal, para desconforto gastrointestinal e dificuldades na digestão.

Por outro lado, note-se que o seu consumo está contra-indicado em casos de úlcera gástrica ou gastroenterites.

Inclua-as no seu lanche da manhã ou da tarde para aproveitar todos os benefícios que podem trazer para a sua saúde.

 

8 BENEFÍCIOS DAS NOZES PARA A SAÚDE

 

1. PREVENÇÃO DE DOENÇAS CARDIOVASCULARES

Devido ao elevado teor de antioxidantes (cerca de 20 mg / 100g), as nozes são um excelente aliado no combate a doenças cardiovasculares, pela sua capacidade para neutralizar os radicais livres e pelo facto de promoverem a integridade das células dos vasos sanguíneos.

São também ricas em ómega-3 que ajuda a regular os níveis de colesterol e evitar a sua deposição nos vasos, assim como a diminuir a agregação plaquetária e a formação de trombos.

 

2. DIMINUEM OS NÍVEIS DE COLESTEROL LDL

No seguimento do que foi referido no ponto anterior, as nozes ajudam a reduzir o colesterol LDL (mau colesterol) e a aumentar o colesterol HDL (bom colesterol).

Segundo um estudo divulgado em 2003, o óleo de noz (3 g/dia) reduziu, ao fim de 45 dias, as concentrações de colesterol total entre 19% a 33% em 29 pacientes, comparativamente com o grupo placebo.

Os resultados deste estudo foram confirmados num segundo ensaio clínico, publicado dois anos depois, em que os voluntários consumiram 20 g de nozes por dia, sendo que ao fim de oito semanas, o colesterol total diminuiu, em média, 17,1% e o HDL aumentou 9%.

 

3. PREVINEM DOENÇAS NEURO DEGENERATIVAS

As nozes são um dos melhores alimentos no combate às demências, nomeadamente ao Alzheimer.

De facto, de acordo com a evidência científica disponível, os antioxidantes (flavonoides), os ácidos gordos ómega 3 e a vitamina E presentes nas nozes ajudam a neutralizar os radicais livres responsáveis pela degeneração dos neurónios.

Além disso, parecem estimular uma melhor comunicação entre as células nervosas, melhorando a memória, aumentando a concentração, rapidez de raciocínio e clareza a nível cognitivo.

 

4. AUXILIAM NA PERDA DE PESO

Apesar do elevado valor energético que possuem, as nozes ajudam a controlar o peso, pois, pelo facto de serem ricas em gorduras insaturadas, proteínas e fibras, promovem uma maior sensação de saciedade, ajudando no controlo do apetite, e ajudam no funcionamento do trânsito intestinal.

 

5. MELHORAM A QUALIDADE DO SONO

Pelo facto de possuírem melatonina na sua composição, as nozes ajudam a melhorar a qualidade do sono.

A melatonina é a substância responsável por regular os ciclos do sono e por garantir um sono tranquilo e profundo.

O consumo de nozes promove, assim o aumento da produção e dos níveis de melatonina no sangue, induzindo o sono.

 

6. PREVINEM A DIABETES

As nozes apresentam um efeito hipoglicemiante, que ajuda no controlo da glicemia e, consequentemente, na prevenção da diabetes.

 

7. MELHORAM A QUALIDADE DA PELE E DO CABELO

Como as nozes são ricas em vitaminas do complexo B e em antioxidantes, ajudam a prevenir o aparecimento de rugas e sinais de envelhecimento, assim como a fortalecer o cabelo e a estimular o seu crescimento.

 

8. PREVINEM O CANCRO

Devido à riqueza em antioxidantes que ajudam a minimizar a ação destrutiva dos radicais livres, a ingestão diária de nozes reduz o risco de vários tipos de cancro, nomeadamente do pâncreas, da mama, entre outros.

 

9. COMBATEM O STRESS, A FADIGA E O CANSAÇO FÍSICO

Devido ao teor em melatonina e à sua composição nutricional tão nutritiva, as nozes promovem o relaxamento e melhor controlo do stress, sendo também alimentos fornecedores de um “boost” de energia em momentos em que a fadiga e o cansaço físico e intelectual começam a falar mais alto.

Em suma, as nozes apresentam inúmeros benefícios para a saúde, devendo ser presença obrigatória na alimentação diária. Vai ver que vai notar a diferença!

 

Fonte do artigo

 

loading...
Seg | 04.09.17

Benefícios do Pistachio

Ricardo

pistachio.jpg

 

São pequenos em tamanho mas têm enormes benefícios para a nossa saúde, e para além disso são saborosos. Os pistácios são um dos nossos aperitivos favoritos. Não serão também para si? Pois bem, são muitos os motivos para incluir estes saborosos e viciantes frutos secos na sua dieta, pois têm muitos benefícios para a saúde.

Hoje vamos tentar surpreendê-lo com as propriedades deste “grande” alimento, tão bom que quase nos atreveríamos a dizer que é imprescindível numa dieta.

 

Vitaminas, minerais, fibras e proteínas

Os nutricionistas recomendam a inclusão de pistácios na dieta diária, devido ao seu alto conteúdo em vitaminas, minerais, ácidos gordos, fibras e proteínas. Tal como dissemos anteriormente, são pequenos em tamanho, mas ao mesmo tempo têm enormes benefícios e um grande sabor. Um fruto seco que surpreende.

Sente-se cansado? Precisa de uma boa dose de energia? Os pistácios podem ser uma boa ajuda, pois tal como outros frutos secos (as nozes, por exemplo), são uma poderosa fonte de fibras e de energia.

 

Aliados contra o cancro

Consumidos moderadamente e de forma regular, os pistácios também ajudam a melhorar a saúde cardiovascular, a combater o stress, a perder peso, a reduzir a diabetes, e até mesmo podem ajudar a lutar contra o cancro. As vitaminas A e E, para além de minerais como o magnésio, o potássio e o ferro, são a chave para combater muitas destas doenças.

 

Melhoram a saúde cardiovascular

Os pistácios são ainda antioxidantes e ajudam a controlar o colesterol. Estes benefícios para a saúde foram já demonstrados em diversos estudos científicos, como por exemplo num trabalho publicado na revista Hypertension da Universidade Estatal da Pensilvânia nos Estados Unidos, e que confirma que os pistácios são efectivamente muito bons para a saúde cardiovascular.

 

Ajudam a prevenir a diabetes tipo 2

Por outro lado, um estudo realizado pela Unidade de Nutrição Humana da Universidade Rovira i Virgili de Tarragona em Espanha, veio também mostrar que os pistácios reduzem os níveis de glicose, diminuindo assim o risco de se vir a padecer de diabetes do tipo 2.

 

Fonte do artigo

loading...
Seg | 04.09.17

Benefícios do Pistachio

Ricardo

pistachio.jpg

 

São pequenos em tamanho mas têm enormes benefícios para a nossa saúde, e para além disso são saborosos. Os pistácios são um dos nossos aperitivos favoritos. Não serão também para si? Pois bem, são muitos os motivos para incluir estes saborosos e viciantes frutos secos na sua dieta, pois têm muitos benefícios para a saúde.

Hoje vamos tentar surpreendê-lo com as propriedades deste “grande” alimento, tão bom que quase nos atreveríamos a dizer que é imprescindível numa dieta.

 

Vitaminas, minerais, fibras e proteínas

Os nutricionistas recomendam a inclusão de pistácios na dieta diária, devido ao seu alto conteúdo em vitaminas, minerais, ácidos gordos, fibras e proteínas. Tal como dissemos anteriormente, são pequenos em tamanho, mas ao mesmo tempo têm enormes benefícios e um grande sabor. Um fruto seco que surpreende.

Sente-se cansado? Precisa de uma boa dose de energia? Os pistácios podem ser uma boa ajuda, pois tal como outros frutos secos (as nozes, por exemplo), são uma poderosa fonte de fibras e de energia.

 

Aliados contra o cancro

Consumidos moderadamente e de forma regular, os pistácios também ajudam a melhorar a saúde cardiovascular, a combater o stress, a perder peso, a reduzir a diabetes, e até mesmo podem ajudar a lutar contra o cancro. As vitaminas A e E, para além de minerais como o magnésio, o potássio e o ferro, são a chave para combater muitas destas doenças.

 

Melhoram a saúde cardiovascular

Os pistácios são ainda antioxidantes e ajudam a controlar o colesterol. Estes benefícios para a saúde foram já demonstrados em diversos estudos científicos, como por exemplo num trabalho publicado na revista Hypertension da Universidade Estatal da Pensilvânia nos Estados Unidos, e que confirma que os pistácios são efectivamente muito bons para a saúde cardiovascular.

 

Ajudam a prevenir a diabetes tipo 2

Por outro lado, um estudo realizado pela Unidade de Nutrição Humana da Universidade Rovira i Virgili de Tarragona em Espanha, veio também mostrar que os pistácios reduzem os níveis de glicose, diminuindo assim o risco de se vir a padecer de diabetes do tipo 2.

 

Fonte do artigo

loading...
Seg | 04.09.17

Benefícios da Courgette

Ricardo

Courgette.jpg

Vulgarmente conhecida e classificada como hortícola, em termos botânicos a courgette é considerada um fruto pertencente à família das cucurbitáceas, a mesma família da melancia, melão, abóbora e pepino.

Hoje em dia pode ser adquirida em qualquer altura do ano, contudo é entre os meses de maio e de julho que a courgette pode ser encontrada com maior facilidade.

Por ter um sabor delicado e suave, é ideal para adicionar a qualquer refeição de verão.


INFORMAÇÃO NUTRICIONAL

Tabela de composição nutricional (100 g de Parte Edível)

 

Courgette Crua

Energia (kcal)

17

Proteínas (g)

1.6

Gordura (g)

0.3

Hidratos de carbono totais (g)

2

Fibra (g)

1

Vit. C (mg)

17

Folatos (mg)

41

Potássio (mg)

248

Sódio (mg)

3

Cálcio (mg)

22

Magnésio (mg)

20


mg = miligramas. Parte Edível = diz respeito ao peso do alimento que é consumido depois de rejeitados todos os desperdícios.
Fonte: Porto A, Oliveira L. Tabela da Composição de Alimentos. Lisboa: Instituto Nacional de Saúde Dr. Ricardo Jorge. 2006, pág. 98-99


VANTAGENS E DESVANTAGENS:

Até à data, a courgette não foi muito estudada no que respeita aos seus benefícios, contudo e apesar destas limitações na pesquisa, existem benefícios para a saúde bem documentados.

Um dos benefícios da courgette que está muito bem documentado é a sua capacidadeantioxidante. Por ser uma ótima fonte de magnésio e vitamina C, tal como de vitamina A ecarotenoides, a courgette fornece-nos uma boa combinação de nutrientes que possuem capacidades antioxidantes. Tal como na cenoura, esses antioxidantes ajudam especialmente na proteção dos olhos, protegendo-nos contra a degeneração macular relacionada com a idade e as cataratas.

Para além dos nutrientes que possuem capacidade antioxidante, a courgette apresenta uma vasta lista de nutrientes responsáveis pela regulação do açúcar no sangue, tal comovitaminas do complexo B, (folatos e as vitaminas B6, B1, B2 e B3), magnésio, zinco e os ácidos gordos ómega-3. Também nos protegem contra o desenvolvimento de Diabetes Mellitus tipo 2.

As sementes e os óleos extraídos das sementes da courgette também apresentam benefícios para a nossa saúde, pois apresentam propriedades antimicrobianas.
 
loading...
Seg | 04.09.17

Benefícios da Beterraba

Ricardo

beterraba.jpg

A beterraba é considerada por muitos como um super alimento. É rica em vitaminas, minerais como o zinco, magnésio, vitamina B e C, flavonoides e antioxidantes poderosos. Para além das suas inúmeras propriedades nutritivas, a beterraba é um excelente aliado para quem quer perder peso, pois é um alimento que contém poucas calorias. Descobre os 12 benefícios da beterraba!
 

OS 12 BENEFÍCIOS DA BETERRABA
 

1. Ajuda a diminuir os níveis de pressão arterial. Possui nutrientes que ajudam a relaxar os vasos sanguíneos.

2. Controla o colesterol e reduz o risco de doenças cardíacas. Por ser rica em antioxidantes, ajuda a diminuir a oxidação do mau colesterol  e, por sua vez, proteger as paredes das artérias e reduzir o risco de doenças cardíacas.

3. Fortalece o sistema imunológico. É rica em zinco que ativa uma hormona que aumenta a produção de células de defesa do organismo.

4. Ajuda no bom funcionamento do fígado. A betaína e metionina presentes na beterraba ajudam no bom funcionamento do fígado.

5. Previne e combate a anemia. Contém ferro e vitaminas do complexo B que ajudam no combate a esta doença.

6. Mantém a saúde dos olhos e previne cataratas. É uma excelente amiga dos olhos, pois contém vitamina A que é importante na manutenção da saúde ocular.

7. Protege o sistema nervoso. É rica em vitamina B1 e B2.

8. Aumenta a força muscular. A beterraba aumenta a estamina, fazendo com que os músculos trabalhem mais e consigam mais força.

9. Previne o envelhecimento precoce. Contém elevados níveis de vitamina C, que é um potente antioxidante que evita o envelhecimento das células.

10. Previne o cancro. Além da vitamina C, é rica em betalaína, que diminui o risco de cancro.

11. Ajuda a perder peso. A beterraba tem apenas 40 calorias. Além disso, é rica em fibras, proteínas e hidratos de carbono, o que aumenta a sensação de saciedade.

12. É um alimento versátil. Pode ser comido cru, cozido no vapor, cozidos ou adicionado a sopas e guisados. 

 

Fonte do artigo

loading...