Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Beneficios.pt

Blog sobre bons hábitos alimentares e benefícios dos alimentos. Aprenda a cuidar da sua saúde.

Beneficios.pt

Seg | 11.12.17

Benefícios das amoras

amoras.jpg

 

As amoras são um fruto de origem asiática que foi depois importada para a Europa no século XVII antes de ser cultivada nos restantes continentes.

 

Talvez por se tratar de uma fruta muito frágil, a sua produção ficou em grande parte reduzida a uma produção doméstica.

 

Tipos de Amoras

Existem amoras de várias cores e de tipos diferentes.

Existem as amoras brancas, as amoras vermelhas e as amoras negras.

Rica em vitamina A e C, doce e pouco ácida, as amoras é conhecida por ter inúmeros benefícios para a nossa saúde

 

Propriedades das Amoras

Prestamos assim qualidades tanto ao fruto, à flor como às folhas das amoreiras:

 

As amoras são um fruto de origem asiática que foi depois importada para a Europa no século XVII antes de ser cultivada nos restantes continentes

 

As amoras são um fruto de origem asiática que foi depois importada para a Europa no século XVII antes de ser cultivada nos restantes continentes

Adstringente natural: trata-se de facto de uma das propriedades naturais da amora. A aplicação da amora permite assim a contracção dos tecidos e dos vasos sanguíneos reduzindo desta forma as secreções e constituindo uma camada protectora. Ao permitir a contracção dos tecidos, ajuda no combate a inflamações da boca, da garganta, dos intestinos, assim como dos órgãos genitais.

 

Antidiarreico poderoso: A ingestão de amoras permitir um alívio quase imediato da diarreia. Esta propriedade decorre da propriedade anteriormente abordada. Utiliza-se assim as folhas, os rebentos e as raízes das amoreiras como tratamento da diarreia e da disenteria.

 

Redução do risco de incidência de doenças cardiovasculares: Beber o suco de amora proporciona uma maior defesa no que diz respeito às doenças de coração, e isto porque o suco aumenta significativamente a taxa de colesterol bom no sangue e também porque a amora contém uma grande proporção de antioxidantes, cujo papel é também essencial na preservação do coração.

 

Propriedade de anti-envelhecimento: Como vimos anteriormente, a amora caracteriza-se por um grande teor em antioxidantes. Estes não se limitam a proteger o coração. Têm uma acção benéfica sobre todo o nosso organismo, reduzindo assim os efeitos do tempo sobre o nosso corpo, preservando todos os nossos órgãos contra a passagem do tempo. Os antioxidantes são altamente benéficos para o nosso metabolismo.

 

Propriedades estimulantes: A amora é uma das frutas que mais bem fazem ao nosso sistema nervoso, e isto porque melhora o funcionamento do nosso cérebro. Esta característica foi aliás já evidenciada em vários estudos científicos. Comer amoras ajuda na conservação do equilíbrio, da memória e da coordenação motora das pessoas mais idosas. Trata-se deste modo de um excelente ingrediente a manter ou a integrar na alimentação destas pessoas.

 

Além destes benefícios, podemos ainda salientar o papel importante que a amora pode desempenhar no que diz respeito à prevenção de infecções urinárias. Neste caso, são utilizadas as flores da planta, as quais são extremamente diuréticas e facilitam a eliminação da urina permitindo assim o tratamento das vias urinárias.

 

Tem igualmente uma função bastante essencial na redução do risco de úlcera ou ainda de cancro do estômago Ajuda também no controlo da glicose no sangue e proporciona também uma melhoria da visão.

 

O sumo da amora também é particularmente aconselhado a quem sofre de dores de garganta, de rouquidão, de uma inflamação das cordas vocais, das gengivas, de aftas ou de uma amigdalite, como já vimos. Neste caso, para que o efeito seja perfeito, o melhor é mesmo tomar o sumo de amora quente com um pouco de mel.

 

Os benefícios todos associados à amora devem-se evidentemente à sua composição altamente nutritiva. A amora contém assim uma grande percentagem de fibras, de Vitamina C, de Vitamina K e de ácido fólico.

Pouca calórica, é um ingrediente a incluir na nossa dieta para que possamos usufruir de todos os benefícios e viver melhor a nossa vida.

 

Fonte do artigo

 

loading...
Seg | 11.12.17

Benefícios de Uma Dieta Sem Glúten

mudar-dieta-sem-gluten.jpg

 

O que é o glúten?

O glúten é um composto de proteínas encontrado no trigo, e nos grãos como a cevada e o centeio. Ele está presente numa grande variedade de produtos alimentares, sendo que uma das razões é oferecer uma série de propriedades funcionais. Uma alimentação sem glúten significa ter uma alimentação sem a presença da proteína glúten, o que significa evitar alimentos como pão e massa, quer por norma têm. Esse tipo de dieta costuma ser adotada por pessoas que têm dificuldades ou completa intolerância em digerir o glúten.

O trigo é um ingrediente tão comum na alimentação ocidental, que o torna bastante difícil de retirar da dieta. No entanto, evitar o consumo de glúten pode oferecer uma série de benefícios.

 

dieta sem glúten

 

Deves evitar o consumo de glúten?

Quando se trata de evitar o consumo de glúten, a primeira questão devia ser sempre a seguinte: será que preciso mesmo de o fazer? As pessoas com doença celíaca com certeza beneficiarão desta dieta. A doença celíaca é um transtorno digestivo em que o corpo reage adversamente ao glúten, causando dor de estômago, inchaço e um mal-estar geral.

Estima-se que mais de 2,5 milhões de pessoas têm doença celíaca, sendo que a maioria não é diagnosticada pois não apresentam sintomas por vários anos, pelo que muitos sintomas podem ser confundidos com outros problemas médicos.

Se achas que tens doença celíaca, alguns sintomas comuns incluem diarreia, prisão de ventre, dor abdominal, inchaço, anemia e fadiga. Se achas que podes ter algum problema com o glúten, é melhor consultares um médico antes de o removeres por completo da tua alimentação.

 

Quais são os benefícios de uma dieta sem glúten?

Quando se trata dos benefícios de ter uma alimentação isenta de glúten, é preciso ter certeza de que esta dieta é 100% necessária para ti. Por exemplo, as pessoas com doença celíaca beneficiarão desta dieta, e se tiveres alguma intolerância ao glúten erradicá-lo da tua alimentação oferecerá um alívio dos sintomas adversos, ao mesmo tempo em que dá mais energia e menos queixas gastrointestinais.

Num estudo realizado por Mustalahti et al. (2002)*, a qualidade de vida de uma dieta sem glúten em pessoas com doença celíaca detetada foi examinada antes e um ano após a adoção de uma dieta sem glúten. No início do estudo, a qualidade de vida dos pacientes tanto com sintomas como com detecções da doença celíaca foi registada, pelo qual pacientes que apresentaram sintomas da doença tinham uma má qualidade de vida com sintomas gastrointestinais. Após um ano a seguir uma dieta sem glúten, os sintomas gastrointestinais melhoraram, e no geral concluiu-se que uma dieta isenta de glúten pode melhorar a qualidade de vida das pessoas com sintomas e diagnósticos da doença celíaca.

No entanto, se não tiveres nenhuma intolerância a glúten, evitar o consumo de glúten não apresenta qualquer benefício real. Para muitas pessoas eliminar o glúten pode na verdade causar ganho de peso, uma vez que a maioria das alternativas sem glúten contém mais gordura, bem como deficiências nutricionais. Algumas pessoas relatam perda de peso, mas isto pode ser devido ao facto de que evitar o consumo de glúten oferece menos opções, portanto têm menos hipóteses de comer demasiado. Os grãos integrais fazem parte de uma alimentação equilibrada saudável e ao eliminar o glúten sem precisão, podes estar a perder os benefícios nutricionais encontrados em alguns alimentos.

 

alimentos sem glúten

 

Como começar uma dieta sem glúten?

Arriscar idas aos restaurantes pode ser assustador quando se está a seguir uma dieta sem glúten. É aconselhável telefonar com antecedência para ver se eles oferecem um menu ou alternativas sem glúten. Informa sempre o empregado de que não queres glúten ou tens alergias; eles estão acostumados com isto e ficarão felizes em ajudar.

Um bom início seria procurar comer alimentos integrais como frutas, legumes, frango, peixe e carne magra (tudo sem glúten). Esta é uma boa maneira de manter a sua alimentação saudável e isenta de glúten.

 

Cuidado com o Glúten Oculto

Comer alimentos embalados pode ser enganador, pois o glúten pode estar disfarçado como outros ingredientes. No entanto, a maioria das lojas tem agora uma seção dedicada a alimentos sem glúten.

 

Alimentos com glúten:

-Pão

-Massa

-Farinha de trigo

-Matzá

-Pita

-Cuscuz

-Bolos

-Queques

-Biscoitos

-Salgados e tortas

-Trigo

-Cevada

-Farelos

-Semolina

-Aveia (a aveia contém uma proteína semelhante ao glúten, mas que pode não provocar qualquer reação alérgica a celíacos. No entanto muitas cevadas sofrem de contaminação cruzada, então se fores comê-las não te esqueças de comprar marcas isentas de glúten.

 

feijão sem glúten

 

Alimentos Sem Glúten

Evitar o consumo de glúten significa eliminar alguns alimentos da dieta, mas ainda existem muitas outras alternativas para alimentos como cereais e produtos de panificação, bem como vários alimentos frescos que podem substituir as comidas cheias de glúten.

 

Frutas

Maçãs, Laranjas, Uvas, Bananas, Toranjas, Sultanas etc.

 

Legumes

Batatas, Milho, Brócolos, Couve-flor, Curgete, Repolho, Alface etc.

 

Molhos e Temperos

Molho de Tomate, Maionese, Sal e Pimenta – cuidado com o molho de soja e os molhos para saladas – garanta que o rótulo diga sem glúten.

 

Carnes Não Processadas

Frango, Carne Bovina, Carne de Porco, Peixe, Ovos. Cuidado com as salsichas, cachorros e carne temperada, pois podem conter glúten.

 

frutas sem glúten

 

Laticínios

Leite, Queijo, Iogurte, Manteiga, Queijo Cottage ou Quark. Cuidado com o queijo azul. Contém bolor-preto-de-pão. Verifica o rótulo nos iogurtes, garantindo que não há fibras adicionais ou produtos de cereais.

 

Acompanhamentos

Arroz Branco, Batatas, Feijões Enlatados, Quinoa. Evita os purés instantâneos.

 

Nozes e Coberturas

Manteiga de amendoim, manteiga de amêndoa, pistachos, castanha de caju, amendoim, amêndoas.

 

Conclusão

As pessoas com alergias a trigo, intolerância a glúten ou doença celíaca são as que beneficiarão ao máximo da remoção de glúten da sua alimentação. No entanto, se não tiveres este tipo de problemas é importante lembrar que retirar um nutriente integral da tua dieta não fará com que percas peso, ou fiques em forma mais rápido do que uma dieta equilibrada saudável e exercícios físicos.

 

Fonte do artigo

loading...
Seg | 11.12.17

Benefícios da salsa

salsa.jpg

 

A Salsa é muito conhecida por vários benefícios, um deles como sendopurificadora do sangue, o que faz ser classificada como um superalimento. 
 
É extremamente rica em clorofila  e vitamina C, que é um grande anti-inflamatório e ajuda o corpo a absorver o ferro. 
 
Quando consumida regularmente, a salsa ajuda a combater o aparecimento de distúrbios inflamatórios, tais como osteoartrite (a degeneração da cartilagem articular e o osso subjacente) e artrite reumatóide (uma doença que causa a inflamação das articulações).
 
A Salsa é também uma excelente fonte de ácido fólico, que é muito importante para reduzir os níveis de homocisteína. A homocisteína é um mediador da inflamação que está relacionada com a doenças cardiovascular e degeneração cerebral.
 Podemos também dizer que a salsa é um poderoso diurético, que pode ajudar a diminuir  a tensão arterial e melhorar a função renal.
 
A vitamina C e a vitamina A encontradas na salsa servem também para reforçar o sistema imunitário.
 

Benefícios

 

1 – Boa para digestão e para o trânsito intestinal

A salsa é considerada uma planta digestiva, o que ajuda melhor o tempo de digestão, prevenir ou aliviar espasmos intestinais e sintomas causados pela digestão lenta.

Além dessas qualidades digestivas, pelo seu teor de fibra torna-se uma escolha natural interessante quando se trata de regularizar o trânsito intestinal.

 

2 – Ajuda a fortalecer o sistema imunológico

Se você estiver buscando formas para fortalecer o sistema imunológico e aumentar as defesas do corpo de forma natural, sem dúvida a salsa será uma grande aliada. Ela é rica em vitamina C, um nutriente essencial com acção comprovada sobre o nosso sistema imunológico.

Além disso, a vitamina A reforça os pontos de entrada no corpo humano, tais como as membranas e mucosas, o revestimento ocular e as vias respiratórias, urinária e do intestino. Além disso, os linfócitos ou células brancas do sangue, dependem de vitamina A para combater infecções em nosso corpo.

 

3 – Cuida dos rins

O consumo de salsa é ideal para fazer a limpeza dos rins naturalmente. Isto está ligado as suas propriedades diuréticas que favorecem a função renal, de modo que ajuda nossos rins a desempenharem as suas funções de limpeza e desintoxicação do corpo da melhor forma.

– Atenção: Embora a salsa seja benéfica para os rins, não é aconselhada em caso de pedras nos rins ou pessoas propensas a pedras nos rins, porque contém grandes quantidades de ácido oxálico (um componente envolvido na formação dessas pedras). Também não deve ser consumida em casos de insuficiência renal.

 

4 – Diurético

Essa planta tem sido tradicionalmente usada para aumentar a secreção de urina pelos rins. Suas propriedades diuréticas são úteis para combater as infecções do trato urinário e para combater a retenção de fluidos no corpo.

 

5 – Controla a hipertensão

Por sua riqueza em potássio e seu efeito diurético, a salsa também é recomendada como um hipotensor, ajudando a regular os níveis de pressão arterial elevada.

 

6 – Combate o mau hálito

Sua riqueza de clorofila, que é considerada um bom desinfectante natural, ajuda a combater o mau hálito de forma eficaz. Mastigue as folhas e o caule para ter um hálito fresco.

 

7 – Detox

sumo de salsa é considerado um excelente depurador natural. Este suco ajuda a desinfectar e purificar os intestinos, a combater gases intestinais, também tem efeito desinfectante nos pulmões por sua contribuição de clorofila e o seu efeito diurético ajuda a aumentar a remoção de resíduos renais, além de ser um neutralizador geral de toxinas.

 

8 – Menopausa e osteoporose

Nos benefícios da salsa destaca-se também seu poder de ajudar a amenizar os sintomas da menopausa de várias maneiras. Sua contribuição de fitoestrogênios ajuda a equilibrar os níveis hormonais durante a menopausa. O boro, presente nessa planta, é um mineral encontrado em frutas e vegetais e muito importante para ser consumido durante a menopausa por aumentar os níveis de estradiol, a forma mais ativa de estrogênio.

Isso pode explicar em parte por que as mulheres vegetarianas sofrem muito menos de osteoporose e outros problemas relacionados à menopausa do que aquelas que consomem poucos vegetais.

 

9 – Previne a anemia

Os vegetais verdes são ricos em clorofila e ferro, por isso são bastante utilizados na medicina natural para combater a anemia.

 

10 – Combate o cancro/câncer

Estudos mostram que a miristicina, um composto orgânico encontrado no óleo essencial de salsa, não só inibe a formação de tumores (particularmente no pulmão), mas também activa uma enzima chamada glutationa-S-transferase, que ajuda a molécula de glutationa a se juntar e lutar contra moléculas oxidadas. A miristicina também pode neutralizar agentes cancerígenos como o benzopireno, que está presente no fumo do cigarro.

 

11 – Antioxidante

A salsa tem um grande arsenal de antioxidantes, dentre os quais destacamos a luteolina, um flavonoide que ajuda a eliminar os radicais livres no nosso corpo e que causam o stresse oxidativo nas células. A luteolina também promove o metabolismo de carbohidratos e funciona como agente anti-inflamatório. Além disso, a vitamina C e a vitamina A também são dois antioxidantes potentes.

 

12 – Anti-inflamatória

Com a ajuda da luteolina e da a vitamina C encontrados na salsa, ela serve como um agente anti-inflamatório muito eficaz. Quando consumida regularmente, pode prevenir o aparecimento de doenças inflamatórias, tal como osteoartrite (degeneração da cartilagem e do osso subjacente) e artrite reumatoide (uma doença que provoca a inflamação nas articulações).

 

13 – Coração saudável

A homocisteína, um aminoácido produzido no corpo humano, ameaça os vasos sanguíneos quando estão em níveis muito altos. Felizmente, o ácido fólico (ou vitamina B9) presente na salsa ajuda a tornar a homocisteína moléculas inofensivas. Portanto, a ingestão regular de salsa pode ajudar a prevenir doenças cardiovasculares, incluindo ataques cardíacos, derrame e aterosclerose.

 

14 – Vitamina K

O alto teor de vitamina K neste condimento faz da salsa um alimento benéfico para a adequada coagulação do sangue. Duas colheres de salsa contêm 153% da dose diária recomendada de vitamina K, necessária para a síntese da osteocalcina, uma proteína que fortalece a composição dos nossos ossos. A vitamina K também evita a acumulação de cálcio em nosso tecido e, portanto, reduz o risco de desenvolver aterosclerose, doença cardiovascular e acidente vascular cerebral.

 

15 – Afrodisíaca

A salsa também tem um leve efeito afrodisíaco. Este efeito seria indicado especialmente para as mulheres devido à sua riqueza em fitoestrogênios. Ela promove a menstruação, a produção de leite materno e aumenta a libido feminina.

Contra-indicações

A salsa não é indicada em casos de:

– Pedras nos rins ou uma tendência a formar pedras nos rins (cálculo renal).
– Insuficiência renal.
– Pessoas com estômago fraco, úlcera duodenal ou gastrite.

 

Fonte do artigo

loading...